Sinfônica nervosa

A noite recoberta de poeira e retoques se desmancha em close em visões e texturas de bocarras fantasmagóricas a babar adrenalina juvenil
no silêncio pastoral,
não fosse o arranhar da lua atrás das nuvens
em preguiçoso carnaval
para distrair meus olhos evocatórios
Embrulha de hematomas e sal meu coração
enquanto o pêndulo do relógio da sala tricota os minutos
desta enciclopédica dor