iq00r3

A obra de arte — antes de qualquer explicação antropológica, psicológica ou da teoria da arte — vem primeiro d'uma necessidade que reside no reino da Física. O impulso primordial que brota dentro do artista — e que ele ainda não sabe bem o que seja e que num momento subsequente pode fenecer ou prosperar — nasce dum espasmo de energia e o artista terá então de servir a seu papel de intermediário entre a natureza e o que chamamos, para fins de definição, "alma". 

É nessa interlocução que o artista realiza a troca energética com o mundo, dando sua parte de anima e tomando em retribuição sua quota de vida.

Por isso, o artista morre quando se cala e passa a lutar aflito para recuperar a capacidade de se expressar.

Aprendi que o artista inexpressivo é possível, todavia. Desesperadamente.