Nada, nadador

É legal quando os assuntos vêm vindo fácil pra eu desenvolver. Assim não preciso quebrar a cabeça.
Em geral só sei falar de intelectualices chatérrimas e poesia e tragédias e leituras pesadas, certamente te faria dormir.
Podia perguntar de que filmes você gosta, mas tenho certeza de que temos gostos totalmente diferentes.
Falando em embriaguez, você disse que não tolera álcool. Que pena, ia te convidar pra me pagar uma caipiroska de vodka no buteco do Lacerda aqui na esquina.
Quanto a experimentar, acho que não me apetece muito, não. Mas depende de quê. Vejo gente que tá sempre pronta pra qualquer coisa, fico meio admirado e invejoso. Sou muito enjoado.
Mas senso crítico é básico. Não topo gente que topa tudo, gosta de tudo, ri de tudo, é sempre simpática, me forçando ao maldito de bem com a vida.
E como não ser cético neste mundo miserável feito de escaramuças e mentiras?
Você diz que não é de bem com a vida infelizmente, eu digo felizmente.
Essa praga é mais um slogan publicitário que todo mundo e seu marquetero começa a repetir feito papagaio sem saber direito o que significa.
Vou soar arrogante, sei, mas sou muito complexo e complicado pra caber dentro dum slogan desses.