Descompressão

Perdendosi

Minha nave se chama solidão
Embarco munido dos meus apetrechos dolorosamente diários
A nave levanta voo, destino mais que certo
Saio do meu lugar ao sol e rumo para a porta
Como se meu avião se chamasse ave,
Salto
O sutiã azul-marinho que trago dobrado às costas se abre,
As duas copas me sustentando miraculosamente no ar
É como se eu mergulhasse para a morte e ao mesmo tempo continuasse voando, entende?